Filmes de julho

1. O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus (Terry Gilliam, Reino Unido/Canadá/França, 2009) **

2. Busca Frenética (Roman Polanski, EUA, 1988) ****

3. A Tortura do Silêncio (Alfred Hitchcock, EUA, 1953) ***½

4. A História Oficial (Luis Puenzo, Argentina, 1985) ****½

5. O Rei da Comédia (Martin Scorsese, EUA, 1982) ****

6. Pacto de Sangue (Billy Wilder, EUA, 1944) ****½

7. Noites de Circo (Ingmar Bergman, Suécia, 1953) ****

8. O Túmulo dos Vaga-Lumes (Isao Takahata, Japão, 1988) ***½

9. Toy Story 3 (Lee Unkrich, EUA, 2010) ****

10. Nazarin (Luis Buñuel, México, 1959) ****½

11. Alice no País das Maravilhas (Tim Burton, EUA, 2010*) **

12. Quase Famosos (Cameron Crowe, EUA, 2000) ****

13. Zona Verde (Paul Greengrass, EUA/Reino Unido/França/ Espanha, 2010) ***½

14. Soul Kitchen (Fatih Akin, Alemanha, 2009) ***½

15. Vidas que se Cruzam (Guillermo Arriaga, EUA/Argetina, 2008) **

16. O Preço da Traição (Atom Egoyan, EUA/Canadá/França, 2009) **½

17. O Búfalo da Noite (Jorge Hernadez Aldana, México, 2007) *

18. Os Homens que Não Amavam as Mulheres (Niels Arden Oplev, Suécia/Dinamarca/Alemanha, 2009) **

19. Os Palhaços (Frederico Fellini, Itália/França/Alemanha Ocidental, 1970) **½

20. Atravessando a Ponte – O Som de Istambul (Fatih Akin, Alemanha/Turquia, 2005) ****

21. Direito de Amar (Tom Ford, EUA, 2009) ***

Revisões:

22. À Prova de Morte (Quentin Tarantino, EUA, 2007)

23. Filhos da Esperança (Alfonso Cuarón, EUA/Reino Unido, 2006)

4 thoughts on “Filmes de julho

  1. REI DA COMÉDIA entra no meu top 10 do Scorsese. Jerry Lewis tá formidável.
    Vi NOITES DE CIRCO mês passado e gostei menos, e PACTO DE SANGUE talvez seja o melhor dos pouco noir P&B que vi.

  2. Gustavo, penso que talvez O Rei da Comédia também entre num top ten meu do Scorsese, mas teria que avaliar essa lista. De qualquer forma, é um filmão, longe do estilo que consagrou o diretor. Sou suspeito para falar do Bergman, um dos meus diretores favoritos, e Noites de Circo confirma a força criativa do cineasta, mesmo num filme "menor". E Pacto de Sangue é o filme noir por excelência. Magistral.

    Roberto, meu problema nem é com o filme do Gilliam, mas é com o cinema dele de uma forma geral, não consigo me envolver. E belas escolhas essas suas.

    Wallace, estava pensando em Busca Frenética quando escrevia sobre O Escritor Fantasma e me parece que ambos os filmes bebem da mesma fonte do suspense e tensão, mas acho que gosto um tantinho mais do primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos