Filmes de agosto

1. Dias de Paraíso (Terrence Malick, EUA, 1978) ****½

2. Melancolia (Lars Von Trier, Dinamarca/Suécia/França/Alemanha, 2011) ****

3. Super 8 (J. J. Abrams, EUA, 2011) ***½

4. A Cicatriz (Krzysztof Kieslowski, Polônia, 1976) ***

5. A Casa (Gustavo Hernández, Uruguai, 2009) **

6. Lanterna Verde (Martin Campbell, EUA, 2011) **

7. Árvore da Vida (Terence Malick, EUA, 2011) ****

8. Morrer como um Homem (João Pedro Rodrigues, Portugal/França, 2009) ****

9. O Sopro no Coração (Louis Malle, França/Itália/Alemanha Ocidental, 1971) ***½

10. O Fantasma (João Pedro Rodrigues, Portugal, 2000) ***

11. Trabalhar Cansa (Juliana Rojas e Marco Dutra, Brasil, 2011) ***

12. O Céu Sobre os Ombros (Sérgio Borges, Brasil, 2010) ****

13. Laura (Fellipe Gamarano, Brasil, 2010) ***½

14. Avenida Brasília Formosa (Gabriel Mascaro, Brasil, 2010) ***

15. A Alegria (Marina Meliande e Felipe Bragança, Brasil, 2010) ***

16. Odete (João Pedro Rodrigues, Portugal, 2005) ****

17. Trampolim do Forte (João Rodrigo Mattos, Brasil/Alemanha, 2010) **

18. Transeunte (Eryk Rocha, Brasil, 2010) ***½

19. Vigias (Marcelo Lordello, Brasil, 2010) **

20. O Verão de Golias (Nicolás Pereda, México/Canadá/Holanda, 2010) *

21. Riscado (Gustavo Pizzi, Brasil, 2010) ***½

22. Planeta dos Macacos – A Origem (Rupert Wyatt, EUA, 2011) **

23. O Homem do Futuro (Cláudio Torres, Brasil, 2011) **

24. Amor a Toda Prova (Glenn Ficarra e John Requa, EUA, 2011) ***

Revisões:

25. A Rosa Púrpura do Cairo (Woody Allen, EUA, 1985) ****½

26. A Marca da Maldade (Orson Welles, EUA, 1958) ****½


9 thoughts on “Filmes de agosto

  1. Vamos lá:

    DIAS DE PARAÍSO – *****
    SUPER 8 – ***
    O SOPRO DO CORAÇÃO – ***
    A ROSA PÚRPURA DO CAIRO – ***1/2 (preciso rever este)
    A MARCA DA MALDADE – *****

    Putz, vi pouquíssima coisa dos seus filmes do mês. Vejo o novo PLANETA DOS MACACOS daqui a pouco, e aguardo ansiosamente por ÁRVORE DA VIDA e MELANCOLIA nos cinemas da minha cidade. A ALEGRIA e O HOMEM DO FUTURO estreiam por aqui amanhã, pretendo encaram ambos. O CÉU SOBRE OS OMBROS e TRANSEUNTE também me interessam muito.
    Abraço!

  2. Viste todos esses filmes em apenas um mês?! Que inveja… Fazes o quê da vida, meu caro?! Ré, ré, ré… Mal deu p ver uns 3 e olhe lá… Mas alguns da tua lista me salivam os olhos: vê-los-ei, se Deus quiser, muito em breve! Por enquanto, contentemo-nos com os heróis que voltaram aos Morcegos depois de um longo e tenebroso inverno… Abração!

  3. Antonio, incrível como o Malick filma histórias tão fortes com um clima tão pacato e bucólico. Fez a mesma coisa com Terra de Ninguém e o resultado é dos mais interessantes.

    Wallace, revendo A Rosa Púrpura do Cairo, me ancantei ainda mais com o filme, um dos grandes do Allen. Já esses brasileiros que você citou, exceto O Homem do Futuro, terão estreias pelas próximas semanas, difícil é chegar em muitos cinemas.

    Sim Dilberto, o fato de pesquisar cinema e crítica cinematográfica me ajudam demais nessa tarefa de ver filmes, além do interesse pessoal em assistir às mais variadas e diversas produções. Darei uma olhada em seu espaço, sim.

    Gustavo, só isso para Dias de Paraíso? Acho o filme estonteante, tanto de beleza como da crueza que sua história toma. Malick é infalível.

  4. Alex, não consigo gostar de A Casa, acho que a ideia do plano-sequência é que atrapalha tudo porque quando a personagem muda de "foco", a narrativa não consegue dar conta dessa mudança porque ela está baseada naquele plano sem cortes. E nem fui tanto com a cara desse novo Planeta dos Macacos, acho o filme todo muito irregular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos