Filmes de agosto

 1. Depois do
Ensaio

(Ingmar Bergman, Suécia, 1984) ****
2. A Guerra dos
Botões

(Yann Samuell, França, 2011) **½
3. À Beira do
Caminho

(Breno Silveira, Brasil, 2012) **
4. O Nascimento
do Amor

(Philippe Garrel, França/Suíça, 1993) ***
5. O Abrigo (Jeff Nichols,
EUA, 2011) ****
6. As Bem-Amadas (Christophe
Honoré, França/Reino Unido/República Checa, 2011) ***½
7. O Retorno (Andrey
Zvyagintsev, Rússia, 2003) **½
8. O Vingador do
Futuro

(Paul Verhoeven, EUA, 1990) ***½
9. O Vingador do
Futuro

(Len Wiseman, EUA, 2012) ***
10. Intocáveis (Eric Toledano
e Olivier Nakache, França, 2011) ***
11. E Agora,
Aonde Vamos?

(Nadine Labaki, França/Líbano/ Egito/Itália, 2011) ***
12. Polissia (Maïwenn,
França, 2011) ****
13.
A Vida Vai Melhorar
(Cédric Kahn, França, 2011) ***½
14.
Titeuf
(Zep, França, 2011) ***
15.
Aqui Embaixo
(Jean-Pierre Denis, França, 2012) **½
16.
My Way – O Mito Além da Música
(Florent-Emilio
Siri, França/Bélgica, 2012) **
17.
O Ditador
(Larry Charles, EUA, 2012) ***
18.
Uma Garrafa no Mar de Gaza
(Thierry Binisti,
França/Israel/Canadá, 2011) **
19.
O Monge
(Dominik Moll, França/Espanha, 2011) **½
20. Paris-Manhattan (Sophie Lellouche, França,
2012) **
21.
A Arte de Amar
(Emmanuel Mouret, França, 2011) ****
22.
Americano
(Mathieu Demy, França, 2011) *
23.
Adeus, Berthe ou O Enterro da Vovó
(Bruno
Podalydès, França, 2011) ***
24. Aliyah (Élie Wajeman,
França/Israel, 2011) ***½
25. 360 (Fernando
Meirelles, Reino Unido/Áustria/França/Brasil, 2012) **
26. O Menino dos
Cabelos Verdes

(Joseph Losey, EUA, 1948) ***
27. Aquele que
Sabe Viver

(Dino Risi, Itália, 1962) ****
Revisões:
28. Fanny e
Alexander

(Ingmar Bergman, Suécia/França/Alemanha Ocidental, 1982) ****
29. O Sétimo
Selo

(Ingmar Bergman, Suécia, 1957) *****
30. Mônica e o
Desejo

(Ingmar Bergman, Suécia, 1953) ***½
31. Fausto (Aleksandr
Sokurov, Rússia, 2011) ***½

4 thoughts on “Filmes de agosto

  1. Belo trio do Bergman…. Sétimo Selo é 5 estrelas com toda a justiça!

    Monica e o Desejo me surpreendeu, não achava que seria tão bom…

    Fanny e Alexander preciso assistir ainda.

    Fiquei curioso em relação a este Polissia, que desconhecia completamente.

  2. Leandro, não sou dos maiores fãs de A Bela Junie, mas esse novo se assemelha bem mais a Canções de Amor, do qual gosto demais. Sobre os Bergmans, foi uma votação dos melhores do diretor que rolou pela Liga dos Blogues Cinematográicos; daí aproveitei para ver/rever coisas dele. Gosto imensamente do cinema do cara.

    Bruno, Mônica e o Desejo melhorou um pouco pra mim nessa revisão, O Sétimo Selo continua incrível. E não deixe de ver Polissia, é muito bom, já está entre os meus melhores do ano.

    Stella, sempre faltam muitos filmes para toos nós vermos, rsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos